History v. Story

Para acessar nossa transcrição e tradução, clique no botão abaixo 😉

History v. Story

History….. Story…..?

 

Story……. History……..?

 

What’s what?

 

Hello people of the World, this is Mark A Bowen, English teacher, coming to you via the internet. In this video we are here to talk about the difference between history and story in English, which Brazilians never seem to get. As always there is a transcript to this video below in English, and a translation into Portuguese, done by Immersion Now’s very own Camilla Russi. So practice your listening first, and when you have problems, use the transcripts to help you understand.

Let me tell you a story, Brazil… In all my time here, this might be the mistake I hear most commonly with my students, from the beginner level to the advanced level. After all, in modern Brazilian Portuguese you got one word for what in English we have two words for.

 

Fulana me contou uma história sobre Fulano.

 

Fulano estudou história.

 

You guys have the same word? Not so in English. Those sentences require two different words.

History is the subject at school or the University:

I study Greek history. I study Roman history. I prefer the history of the druids.

European history has a lot of wars. History tells us that it’s not smart to invade Russia. The history of the United States is about expansion and domination.

Speaking about the Americas…. My favourite book about pre-Colombian history in the Americas is 1491 by Charles Mann.

Who are some famous Brazilian historians? Uhhhh…? Darcy Ribeiro! Do you have a favourite book about Brazilian history? Here is mine: O Povo Brasileiro. This is an interesting history book.

So history is a subject that is studied, recorded, and constructed by historians. It exists in biographies, autobiographies, historical accounts, archaeological records, geology, or art, and generally is discussed in academic contexts.

 

Story….

 

Story could be something that happened to you. Or what happened to your friend last month. Or a legend, a myth, or a fairy tale. Those are Stories.

I like to tell stories. Telling stories is how I pass experience to others. Sometimes I tell the story of how I went from Colombia to Brazil through the Amazon rain forest. It is a story of international intrigue, not fit for YouTube.

Or sometimes you hear a story from another person: I met Beltrana at a party on Friday. She told me a crazy story about her ex getting drunk, and waking up five days later in a small town in Roraima with no clothes money or identification.

You know the story about Ronaldo the phenomenon and the transvestites? What a story! Strangely enough, before coming to Brazil I heard other stories about men accidentally going home with transvestites. OMG! What is that between your legs??!!

Do you know I’m from Bahia? Leave a comment below if you want to hear the story.

You heard the story of the three pigs? Yeah, everybody knows that story.

Have you seen the Disney film, Frozen? The story about a princess who hides her strange icy super powers, until the day her Kingdom is threatened by foreign interests.

Was Frozen based on a true story? Lots of films are based on a true story. But don’t get confused, they are not historical by any means. They are stories based on events that may or may not have happened in the way they are presented.

Sometimes, if you want to make a story better, you have to exaggerate details of it to make it more interesting, like the time I choked out the Giant in jiu-jitsu class: baby, he was 2 meters tall, he weighed 140 kilos of pure muscle, his hands were like rocks!

Grey area: There is of course lots of grey area. Let’s look at Shakespeare. Shakespeare knew how to tell a story! Shakespeare wrote three types of plays – comedies, tragedies, and histories.

The comedies are the comedies. Easy enough. Funny stories.

An example of a tragedy is the story of Macbeth. Macbeth kills the king. Macbeth becomes king, and then kills anybody against him. Then, it’s a tragedy right, so everybody dies. Macbeth is a great story.

Macbeth is based on a true story. Based on. There was a similarly-named Scottish king, but the stories don’t necessarily jibe.

On the other hand a history by Shakespeare is Richard III. Richard III wants to be King, so he kills everybody else in line for the throne: his other brother, his nephews. These plays depict the kings of England, and moments of turbulence in English history.

But are they truer than Macbeth? It’s hard to say. To some degree, yes, because there are more written documents in English about these people. Plus, the events happened relatively more recent than Antony and Cleopatra for example, but… We must remember, shakespeare was paid good money to write these plays, so…. He better tell the story in a way that the patrons would like.

Write it down, put on some costumes, and whammo – now it’s “a history.” But not necessarily “history”.

So don’t always believe that what is said in history is true.

In English we say History was written by the winners. Not so far off there.

All the same, the good historian needs to have an eye for truth, and use their time cross-referencing different sources, trying to find that illusive element of truth that makes their work credible.

So, in sum, history is academic. Stories are accounts, fictional or true, meant to entertain and teach. And the truth of each? Well, truth is relative. And that’s another video altogether.

Thank you for watching the video. If you liked it, please click like below and subscribe to our channel. This is Mark A bowen, signing off.

History versus Story

History….. Story…..?

 

Story……. History……..?

 

O que é o que?

 

Olá povo do mundo, este é Mark A. Bowen, professor de Inglês, vindo até você via internet. Neste vídeo estamos aqui para falar sobre a diferença entre “history” e “story” em Inglês, algo que os brasileiros parecem nunca entender.  Como sempre, abaixo há uma transcrição para este vídeo em Inglês e uma tradução para o Português, feitos por nossa própria, Camilla Russi. Então pratique sua escuta primeiro e quando tiver problemas, use as transcrições para te ajudar a entender.

Deixe eu te contar uma história, Brasil… Em todo meu tempo aqui, este é possivelmente o erro que eu ouço mais comumente com meus estudantes, dos níveis iniciante ao avançado. Afinal de contas, em português brasileiro moderno vocês só tem uma palavra para o que em inglês nós temos duas palavras.

 

Fulana told me a story about Fulano.

 

Fulano studied history.

 

Vocês tem a mesma palavra? Não é assim no inglês. Essas frases requerem duas palavras diferentes.

“History” é a matéria na escola ou Universidade:

Eu estudo história grega. Eu estudo história Romana. Eu prefiro a história dos druidas.

A história europeia tem muitas guerras. A história nos conta que não é inteligente invadir a Rússia. A história dos Estados Unidos é sobre expansão e dominação.

Falando sobre as Américas… Meu livro favorito sobre história pré-colombiana nas Américas é 1491 por Charles Mann.

Quais são alguns historiadores brasileiros famosos? Uhhhh…? Darcy Ribeiro! Você tem um livro favorito sobre história brasileira? Aqui está o meu: O Povo Brasileiro. Este é um livro interessante de história.

Então história é um assunto que é estudado, registrado e construído por historiadores. Ela existe em biografias, autobiografias, relatos históricos, registros arqueológicos, geologia ou arte e geralmente discutida em contextos acadêmicos.

 

Story…

 

Story pode ser algo que aconteceu com você. Ou o que aconteceu com seu amigo mês passado. Ou uma lenda, um mito, um conto de fadas. Essas são “stories”.

Eu gosto de contar histórias. Contando histórias é como eu passo experiência a outros. As vezes eu conto a história de como eu fui da Colômbia ao Brasil através da floresta tropical da Amazônia. É uma história de trama internacional que não é apta para o YouTube.

Ou as vezes você ouve uma história de outra pessoa: Eu encontrei Beltrana numa festa na sexta-feira. Ela me conto uma história doida sobre seu ex que se embebedou e acordou cinco dias depois em uma pequena cidade em Roraima sem roupas, dinheiro ou identificação.

Você conhece a história sobre Ronaldo fenômeno e as travestis? Que história! Curiosamente, antes de vir ao Brasil eu ouvi outras histórias sobre homens indo acidentalmente para casa com travestis. Meu deus! O que isso entre suas pernas??!!

Você sabe que eu sou da Bahia? Deixe um comentário abaixo se você quiser saber da história.

Você já ouviu a história dos três porquinhos? Sim, todos conhecem essa história.

Você já viu o filme da Disney, Frozen? A história sobre uma princesa que esconde seus estranhos poderes congelantes até o dia que seu Reino é ameaçado por interesses externos.

Frozen foi baseado em uma história real? Muitos filmes são baseados em histórias reais. Mas não se confunda, eles não são de qualquer maneira, históricos. Eles são histórias baseadas em eventos que podem ou não ter acontecido da maneira na qual são apresentados.

As vezes, se você  quer deixar a história melhor, você tem que exagerar os detalhes dela para que fique mais interessante, como aquela vez que eu estrangulei O Gigante na aula de jiu-jitsu: querida, ele tinha dois metros de altura, pesava 140 quilos de puro músculo e suas mãos eram como rochas!

Entrelinhas: Há é claro várias entrelinhas. Vamos olhar Shakespeare. Shakespeare sabia como contar uma história! Shakespeare escrevia três tipos de peças de teatro – comédias, tragédias e histórias.

As comédias são comédias. Fácil. Histórias engraçadas.

Um exemplo de tragédia é a história de Macbeth. Macbeth matou o rei. Macbeth se tornou rei, e então matou qualquer que lhe opusesse. Então, é uma tragédia certo, assim todo mundo morre. Macbeth é uma grande história.

Macbeth é baseado numa história real. Baseado. Havia um rei escocês com nome similar, mas as histórias não estão necessariamente de acordo.

Por outro lado, uma história de Shakespeare é Richar III. Richard III quer ser Rei, então ele mata todos na linhagem do trono: seu irmão, seus sobrinhos. Estas peças retratam os reis da Inglaterra, e momentos de turbulência na história Inglesa.

Mas são elas mais verdadeiras que Macbeth? É difícil dizer. Até algum ponto, sim, porque há mais documentos escritos em Inglês sobre essas pessoas. Além disso, os eventos aconteceram relativamente mais recentemente do que Antônio e Cleópatra, por exemplo, mas… Nós devemos lembrar, Shakespeare recebeu um bom dinheiro para escrever estas peças, assim… Era melhor ele contar a história de uma maneira que os patrões gostassem.

Escreva, vista umas fantasias, e whammo – agora é uma “história”. Mas não necessariamente “história”.

Então nem sempre acredite que o que foi dito na história é real.

Em inglês nós dizemos que a história foi escrita pelos vencedores. Não é muito distante da realidade.

Contudo, o bom historiador precisa ter um olho para a verdade, e usar seu tempo cruzando referências diferentes fontes, tentando descobrir aquele elemento ilusivo da verdade que faz do seu trabalho verossímil.

Então, em soma, “history” é acadêmica. “Stories” são relatos, ficcionais ou verdadeiros, feitos para entreter e ensinar. E a verdade de cada? Bem, a verdade é relativa. Mas isso já é outro vídeo completamente.

Obrigado por assistir este vídeo. Se você gostou, por favor, clique o curtir abaixo e se inscreva em nosso canal. Este é Mark A. Bowen, terminando a transmissão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *