Imagination 1

Para acessar nossa transcrição e tradução, clique no botão abaixo 😉

Imagination 1

Hello people of the world, this is Mark A. Bowen, English teacher coming to you via the internet. Today we are here to talk about the second pillar of Immersion Now – Imagination. As always, if you need the transcript of this video to help you understand it’s at this link here in both English and Portuguese. However, as it is called Immersion Now, I suggest that before you use the text, you first listen even if you understand little. That’s the first step: Listen.

So, about Imagination… Learning a language is a very fun experience. It opens a whole new world: new people you otherwise would have never had the opportunity to speak with, new traditions, a new frame of reference. And you, yourself, like going to a costume party, have the opportunity to reinvent yourself. Use your imagination, who can you become? What kind of person are you in English? Maybe you’re introverted in your language, but in English you are very outgoing. Who knows? You build your own character.

But when is imagination most important? Let me tell you a story of my time learning German at University: I had never learned to speak another language before, so at the beginning German class was pretty difficult, even though I had an intellectual understanding of what I was doing. I could connect the words to the meanings, or understand the rules of the grammar, but I couldn’t produce language. The first semester my grade was mediocre.

But, before the second semester, I made an important discovery. I realized that if I sat in the chair of my dorm room and imagined what I wanted to say in German, I could have an enjoyable time on my own. Time would pass very quickly, in fact, as I imagined jokes and crazy ideas that I could share with my German teacher, and practiced making long German phrases with the verb at the end. What happened? In my mind, I practiced the vocabulary and grammar I was learning and realized what I still needed to learn. My German exploded. My grade went from mediocre to excellent, and I found the capacity to speak and write more fluidly than before. It was a breakthrough.

Later, in the Czech Republic, when I was learning to communicate in Czech – which is vastly more difficult than any language I’ve ever tried to learn – I had to do the same. For example, to say “I want to buy a pillow.” I had to look in the dictionary. I had to imagine the words. I had to imagine the pronunciation of the words. I had to imagine the shopkeeper’s positive response. And then I had to imagine choosing the right pillow – ‘this one, no that one’ – until eventually I got to the store and said – excuse me, it’s been a while – “Chtel bych koupit polstar”. And it is, as well, not a new technique. People talk with themselves all the time. Like, before going to a job interview, right? For example, you go over the questions in your head before, and imagining anything before doing it can help you be that much more successful. Some linguists report having imaginary friends, or conversations with nobody in the shower.

So, the Immersion Now course asks students to unlock their imagination to produce spoken language once a week, each week you’re given a topic or question to respond to and you’re asked to sit for a few minutes then think about what you’ll say and record your answer. You only get one shot at it, so it better be good. All these recordings go into your Audio Journal, at the end of the trimester you and I both use the audio journal to measure your progress. It challenges you to sit and think in English. To learn to finally use English, this is a necessary step.

What would you say to the President of the United States? What would you say on a TV talk show? What would you say to a waiter who served you a meal you didn’t order? Imagining such circumstances will show what you do and what you don’t know, and point you to where you need to study. But even more so, imagining different circumstances unlocks your fantasies, opinions, feelings, and desires. The point is, unlock your imagination. Think to yourself. Practice what you know. See what you don’t know. Make jokes. Prepare what you will say to somebody. Allow your imagination to show you new paths, new directions and possibilities.

Imaginação 1 

Olá pessoas do mundo, aqui é Mark A. Bowen, professor de inglês vindo até você via internet. Hoje estamos aqui para falar sobre o segundo pilar de Immersion Now – Imaginação. Como sempre, se você precisar da transcrição deste vídeo para ajuda-lo a entender, ela está neste link aqui em ambos inglês e português. Porém, como se chama Immersion Now, eu sugiro que antes de usar o texto, você ouça mesmo que entenda pouco. Este é o primeiro passo: Ouvir.

Então, sobre a Imaginação… Aprender um novo idioma é uma experiência muito divertida. Isso abre um mundo totalmente novo: novas pessoas com as quais ao contrário você nunca teria a oportunidade de conversar, novas tradições, um novo quadro de referência. E você mesmo, como se fosse a uma festa a fantasia, tem a oportunidade de se reinventar. Use sua imaginação. Quem você pode se tornar? Que tipo de pessoa você é em Inglês? Talvez você seja introvertido em sua língua, mas em inglês você é muito extrovertido. Quem sabe? Você constrói seu próprio caráter.

Mas quando a imaginação é mais importante? Deixe-me contar uma história da vez que aprendi Alemão na Universidade: Eu nunca havia aprendido a falar outro idioma antes, então no começo a aula de Alemão era muito difícil, mesmo que eu tivesse um entendimento intelectual do que eu estava fazendo. Eu conseguia conectar as palavras a seus significados, ou entender as regras da gramática, mas eu não conseguia produzir linguagem. No primeiro semestre minha nota foi medíocre.

Mas, antes do segundo semestre, eu fiz uma importante descoberta. Eu percebi que se eu sentasse na cadeira do meu dormitório e imaginasse o que eu queria dizer em Alemão, eu poderia ter um tempo agradável sozinho. O tempo, na verdade, passaria muito rápido enquanto eu imaginava piadas e ideias malucas que eu podia compartilhar com meu professor de Alemão, e pratiquei fazendo longas frases em Alemão com o verbo no final. O que aconteceu? Em minha mente, eu pratiquei o vocabulário e gramática que eu estava aprendendo e percebi o que eu ainda tinha que aprender. Meu Alemão explodiu. Minha nota foi de medíocre a excelente e eu achei a capacidade de falar e escrever mais fluidamente do que antes. Foi uma reviravolta.

Depois, na República Tcheca, quando eu estava aprendendo a me comunicar em Tcheco – o qual é imensamente mais difícil do que qualquer outra língua que eu já tenha tentado aprender – eu tinha de fazer o mesmo. Por exemplo, para dizer “Eu quero comprar um travesseiro.” Eu tinha de imaginar a escolha do travesseiro certo, – ‘Esse, não aquele’ – até que eventualmente eu cheguei à loja e disse – desculpe, já faz algum tempo – “Chtel bych koupit polstar”. E também não é uma nova técnica. As pessoas falam consigo mesmas o tempo todo. Como quando antes de ir a uma entrevista de emprego, certo? Por exemplo, você examina as perguntas em sua mente antes e imaginar qualquer coisa antes de fazê-lo pode ajudá-lo a ser muito mais bem-sucedido. Alguns linguistas dizem ter amigos imaginários, ou conversas com ninguém no banho.

Assim, o curso Immersion Now pede a seus estudantes que abram sua imaginação para produzir linguagem falada uma vez por semana, cada semana você recebe um tópico ou questão para responder e é necessário que você sente por alguns minutos e pense sobre o que irá dizer e grave sua resposta. Você só tem uma chance, então é melhor que seja bom. Todas essas gravações vão para seu Diário de Áudio, no final do trimestre você e eu ambos usamos o diário de áudio para medir seu progresso. Isso te desafia a sentar e pensar em inglês. Para finalmente aprender a usar inglês, esse é um passo necessário.

O que você diria ao presidente dos Estados Unidos? O que você diria num programa de auditório? O que você diria a um garçom que te serviu uma refeição que você não pediu? Imaginar tais circunstâncias irá mostrar o que você sabe ou não sabe e aponta-lo para o que você precisa estudar. Mas, mais ainda, imaginar diferentes circunstâncias desata suas fantasias, opiniões, sentimentos e desejos. O ponto é, abra sua imaginação. Pense consigo mesmo, pratique o que você sabe. Descubra o que você não sabe. Faça piadas. Prepare o que você irá dizer a alguém. Permita que sua imaginação lhe mostre novos caminhos, novas direções e possibilidades.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *